Saraus – SP

24 outubro, 2006

A poesia ganha cada vez mais evidência na urbe paulistana.
Semana passada foi aniversário do Sarau da Cooperifa (5 anos), pro qual não posso deixar de enviar daqui o mais cintilante eflúvio poético que poderia desejar a alguém ou grupo, no caso o povo que toda quarta-feira se reúne no já famoso bar do Zé Batidão.
Sábado passado foi a vez do 4º aniversário do sarau Pegando o Gancho, feito por um grupo de amigos com alguns dos quais cruzei já há algum tempo em reunião de conselhos consultivos do mandato da Sônia Francine. Não deu pra chegar lá ainda; talvez no próximo …
Nas últimas sextas de todo mês é a vez do Sopa de Letrinhas. Este, que já aconteceu na r. Caiubi (Perdizes) se mudou para Pinheiros e se realiza agora na Vila Teodoro, localizada na r. Teodoro Sampaio, 1229.
E para fechar a semana, uma estréia: sábado 27 às 21h no Saracura do Bar (Bixiga – r. 13 de Maio, 180) uma equipe formada por novos poetas e atores/atrizes – Vanessa Frisso, Eliz Brito, Camila Rondon (em foto ao lado de Marito), Mayara Santos, Pedro Rodrigues etc – bolou e apresentará no palco do local uma seleção de poemas eróticos autorais e que inclui ainda textos de Drummond e Hilda Hilst entre outros mais.

iXi ? outras postagens
iXi ? página pessoal

Tu vais?

Lupe Albano Canta a Si

19 outubro, 2006

?Eu Prefiro me Perder em Linha Reta do que me Encontrar Andando em Círculos?.

Ele tem sempre uma pérola entre seus dentes mordazes.
Ele é um compositor. Mas é dos melhores.
Suas músicas e todos os seus trabalhos são feitos com maestria e zelo.
No Lua Nova recebeu convite do sir Alberico Rodrigues para realizar no espaço cultural que leva o seu nome uma temporada que acontece em todas as quintas de outubro e novembro. A estréia se deu em uma apresentação solo, com voz e violão, e após o feriado da padroeira nacional, prossegue hoje com a participação especial do poeta Joel Oliveira. E a seguir, em todas as outras datas, novos convidados estarão presentes no palco, ao seu lado.
Lupe Albano é paulista de Botucatu, uma cidade distante da capital e terra de tradições lendárias, onde está inclusive sediada a Sociedade dos Criadores de Sacis. Por isso o seu som traz a influência da música feita lá pelaquelas bandas ? toadas, modas, cateretês etc ? que ele sabe aliar finamente a outras temáticas mais universais e urbanas.
O repertório é valioso, tesouro de preciosidades construída por ele próprio ou em parcerias com amigo(as), e merece ser visto, ouvido e apreciado.

iXi ? outras postagens
iXi ? página pessoal

LUPE ALBANO
no Esp Cult Alberico Rodrigues

Pça Benedito Calixto, 159 – Pinheiros
3064-3920 / 3064-9737
05/19/26 ? outubro
09/16/23/30 ? novembro
22h ? R$ 8

Ficação de Classes

14 outubro, 2006

Na próxima terça (17/10) aqui em Sampa terá lugar uma ?Festinha Desclassificada? ? como prefere intitulá-la seu mentor, o multiperformático Benjamin Gadagnotto (foto). Com trânsito livre entre músicos, atores, dançarinos, pintores, fotógrafos, palhaços e afins, sua proposta de reunir os artistas ora residentes ou de passagem pela capital paulista para uma descontraída reunião em território da rua Augusta (nº 2052), a famosa, sob o teto do discreto Puri bar/restaurante vem em boa ocasião.
A cidade dispersa a horda de ?arteiros? que trafegam em suas vielas e artérias luminosas de neón. Ajuntá-los é sempre uma trabalhosa e dificílima tarefa, mas também na maioria das vezes os encontros são muito bem aproveitados e poliniza o caos cultural da imensa multidão de criadores que bebem desse caldo amargo que se serve por aqui.
Se quiser vir tomar sua tigelinha, favor se dirigir ao local, que fica mais ou menos em frente ao Cinesesc. 21h30.
tel 30624429 (mais informações)

iXi ? outras postagens
iXi ? página pessoal

3 Subidas

9 outubro, 2006

Depressa!
Corram aqui
Estou me sentindo muito mal…

Hei, companheiro
Vamos tomar um trago forte
Vamos nos embalar um pouco
Prá fugirmos desse mundo louco
Quero subir para as alturas
Caminhando com os meus próprios pés
Depressa! Corram aqui
Estou me sentindo muito mal
Arfa o meu peito
Enquanto subo estas escadas
O chão subiu, o céu desceu
Já não tenho mais vértebras

Hei, mãe
Me leva até o banheiro
Limpa o meu vômito… por favor
Enquanto escutamos uma música tranquila
– Estávamos vagando pelos bares da orla
Bombardeando nossos cérebros, irrigando nossas veias
Quase todos muitos sós, tão sós quanto eu
Traga ataduras para enfaixar a minha loucura
É madrugada. Perto das quatro da manhã
Os meus amigos estão voltando bêbados para casa
Com suas cabeças pendentes e seus blusões desgastados
Depressa! Corram aqui
Estou me sentindo muito mal
Arfa o meu peito
Para onde vão estas escadas?
O chão está subindo, o céu está descendo
E me comprimindo. E me espremendo
Esmagando e destruindo os meus ossos
Onde estão as minhas vértebras?

Hei, amor
Já mora por aqui há muitos anos?
Então já me viu passar cambaleando por essas ruas
Talvez nunca tenha imaginado que um dia vai vir a gostar de mim

iXi – outras postagens
iXi – página pessoal

Toque

1 outubro, 2006

Amanhã, 3/10, será lançado em São Paulo o jornal O Toque, evento que ocorrerá no tradicional bairro do Bixiga, no Villaggio Café. O local é reduto de uma programação expressiva de novos e velhos artistas da MPB na cidade e por isso acolhe a festa, que será capitaneada pelo Reynaldo Bessa e Marília de Lima.
O Toque já circulou em versão impressa no começo da década, e volta à ativa em versão virtual através do endereço http://www.otoque.com.br Desde agosto o jornal entrou no ar em fase experimental, e mesmo antes de ser lançado oficialmente tem tido uma boa média diária de visitação. Contribui para isso o seu bom time de colaboradores que inclui Marcelo Abud, Zé Rodrix, Luís Nassif, entre outros. A proposta, segundo seus organizadores, é ser o ponto de encontro e de distribuição de todo tipo de informação sobre a música independente do Brasil em todo lugar do mundo.

? A partir das 20h30, na pça Dom Orione

iXi – outras postagens
iXi – página pessoal