MAKELY AQUI OUTRA VEZ

18 novembro, 2017

Mak Ka

Makely Ka passou por Natal para apresentar-se e às suas canções.
A acolhida deu-se no palquinho do Itajubá Memorial – Espaço Cultural, na Ribeira.
Foi tudo muito rápido, e até meio improvisado, mas acabamos por nos arranjar de modo a não desperdiçarmos a oportunidade de sua vinda.

Por lá, onde já temos certa intimidade, devido ao projeto Quintal Autoral, recebemos o público convidado e nos instalamos sob o céu aberto para ouvir primeiro Samir Almeida, que nos brindou com uma música nova e inédita. Depois apresentei “Presente Amigo”, canção para o meu pai que integra o repertório do meu disco novo. E aí Makely destrinchou, com sua verve afiada e sua viola desencapada, uma penca de suas músicas, algumas presentes em Cavalo Motor, seu disco mais atual, outras ainda sendo mostradas aos poucos, dando origem à relação das faixas que farão parte do seu próximo trabalho a ser gravado.

Makely Ka é um artista dos mais atuantes do nosso tempo, pois possui capacidade para se envolver em várias atividades, desde pedalar o sertão mineiro (projeto que embasou o CD Cavalo Motor) até discutir políticas públicas para áreas diversas, incluindo a cultura artística. É autor de um bom punhado de canções, sozinho ou em parceria, e vem sendo registrado por vários intérpretes da cena contemporânea mineira e demais gentes de outros quilates.

Minha aproximação com esse sujeito vem do envolvimento que tivemos com a estruturação do segmento musical durante a gestão da pasta cultural por Gilberto Gil e Juca Ferreira no MinC, alargou-se com o compartilhamento e o investimento nosso na plataforma do cooperativismo musical (ele lá, eu cá), e expandiu-se através da nossa arte e empatia por temas comuns, como a integridade ética e estética dos nossos sons, discussões filosóficas e místicas, amor pelo belo e a vontade corajosa de cantar e tocar.

De modo que tem sido sempre um prazer encontrar esse parceiro, seja nas lutas seja nas festas, seja nas alturas, seja de que modo for. Mais especialmente dentro da música, onde seu vocabulário sonoro e poético é fluido, carregado de ironias disso(n)antes que ele sabe bem cultivar.

Foi uma alegria redobrada em tudo, rever compadres, receber pessoas e ao lado delas experienciar um bom momento conjunto, embalados numa noite com muita música orgânica. Ao final do encontro ainda tivemos as participações de Markus Silva e Yrahn Barreto. E Giovanni Rodrigues.

Super.

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!

KA EM BH

5 maio, 2015

Mak Ka

Estava em BH para ver o Makely Ka.
Era a última sexta de abril e o show era o Cavalo Motor.
Em cena, além do condutor, uma banda grande e convidados
dispostos a nos conduzirem para dentro do universo multiplicado pelo artista,
que refez em 2012 uma pequena parte do Grande Sertão montado numa bicicleta
e gerou a partir desse itinerário um disco, um show, um relato fotográfico e, por fim,
a gravação de um dvd que estava sendo filmado naquela noite no palco do Teatro Bradesco.

Perfeitamente sintonizado com a atualidade da música brasileira, mas sem se eximir de contar com referências tradicionais das harmonias mineiras e nordestinas por exemplo, Makely vem dialogando em sua obra com parcerias inusitadas, onde pontuam desde improváveis instrumentistas das ruas novaiorquinas até conceituados virtuoses do meio intelectual nacional, sempre unidos por critérios estéticos apurados e a partir de uma concepção artística singular, que o próprio faz questão de cultivar em relação ao que produz.

Makely botou na praça ano passado, com o apoio do Natura Musical, um disco impecável, muito bem produzido, excelente gravação e mixagem, perfeitamente acabado, lindo, sublime. Embora suas melodias não sejam de assimilação instantânea, quem se desobrigar a uma audição mais apurada irá se maravilhar com a exuberância tecnicamente impecável de seu instrumento se alinhando a violas, tambores, pífanos e outros sons padrões que se misturam a recursos experimentados eletronicamente em perfeita sincronia com timbres mais orgânicos, realçando o texto de um compositor com rara disposição, texto inspirado e sensível interpretação.

Por este conjunto de jogadas que vem sendo capaz de levar adiante, além de sua performance na atuação política cultural dentro do segmento há uma década, Makely Ka vem se credenciando como um craque, e na minha opinião, como forte concorrente a levantar um troféu para a música feita no Brasil neste período. Pedalando para isso ele está, e mesmo devagarinho, vencendo trecho a trecho a estrada tortuosa, sua música tem potencial para escalar veredas íngremes e, sólida, se afirmar a partir da personalidade que o seu autor lhe confere.

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!

divulgação

bâner divulgação


Pois é … !!
Com o intuito de formalizar uma cooperativa para o setor musical do RN, a Rede Potiguar de Música realiza neste sábado mais uma ação. O programa começa pela manhã, num bate-papo com Makely Ka, músico mineiro dos mais ativos desta cena contemporânea, que vem até o Rio Grande para descrever como tem atuado em BH a COMUM (Cooperativa de Música de Minas).

Logo após o almoço tem continuidade o encontro com a abertura do 3º módulo do programa Redes Associativas, que desta feita aborda a etapa ‘Legalizando Nosso Empreendimento Coletivo’, a cargo do instrutor Hélio Pinheiro.

Estão sendo convidados todos os integrantes da Rede e demais interessados em participarem deste momento.
30 vagas.

posso dar mais informações: 9606 1926

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!

Makely Ka vem aqui

23 maio, 2011

Makely Ka vem a Natal para lançar o seu disco mais novo, Cavalo Motor.

O músico mineiro terá como palco para sua apresentação a Casa da Ribeira no primeiro dia de junho, às 20h30.

Nascido no Piauí e criado no interior de Minas Gerais, o artista trabalha a simbiose entre as diferentes culturas, mesclando elementos da tradição popular e oral do Nordeste com elementos da escola harmônica mineira.

Considerado um dos mais irrequietos criadores da cena mineira e um dos mais gravados de sua geração, o compositor Makely Ka lança seu segundo trabalho solo disponibilizando gratuitamente as músicas para plataformas móveis através de aplicativo no iTunes.

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!