D&D_20

Músicos Autorais e Produtores Culturais no pátio IF Cidade Alta

Na quarta, 05 de junho, no pátio do IFRN Cidade Alta aconteceu o evento Dilemas & Diálogos, reunindo músicos a produtores para discutir a relação entre essas duas categorias na história da música potiguar. A presença de um grupo qualificado de profissionais (e amadores) deu ao encontro uma característica muito dinâmica, com abordagens coerentes, pertinentes e respeitosas, mediadas pelo cantor e compositor Esso Alencar.

A atividade é fruto da residência que o músico vem realizando na escola onde aconteceu, a partir da proposta de criação do Núcleo de Produção Cultural Cooperada, que em parceria com o Nuarte – IFRN Cidade Alta a promoveu. A oficina Produção Musical no Mundo Digital também já havia se dado no ano passado a partir dessa parceria.

O propósito foi também o de celebrar o primeiro aniversário do Roteiro Musical Diário, que há pouco mais de um ano vem publicando diariamente uma postagem relacionada à cena musical do estado, especialmente a agenda dos músicos, mas também seus lançamentos em áudio e vídeo.

Durante o encontro, algumas questões relevantes foram debatidas, sendo das mais comentadas as iniciativas de artistas, produtores e coletivos que estão investindo na ida às escolas com a finalidade de formar um novo público para a apreciação da música que vem sendo produzida por aqui. Outros temas, como a falta de abertura das emissoras comerciais de rádio para tocar o nosso repertório ou o valor sem reajuste dos cachês nos bares noturnos também continuam sendo muito recorrentes.

Houve sugestões ainda para que se construa a possibilidade de uma reunião periódica desses músicos junto ao público em um evento regular, que tenha como fim a mostra do conteúdo criativo produzido pelos artistas.

Um documento audiovisual foi gerado e disponibilizado para registrar o momento, com as falas, questionamentos, demandas e opiniões.


 

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!

 

Roteiro Musical Diário

12 julho, 2018

logo RMD

Já desde o início de abril venho realizando um trabalho a que estou chamando Roteiro Musical Diário. Trata-se de um blogue onde estou divulgando preferencialmente a agenda dos músicos potiguares nos palcos, ou os lançamentos e apresentações destes músicos, seja em terras potiguares ou não.

Embora as informações sejam sempre muito básicas, normalmente a postagem original apresenta ao menos um linque para maiores informações, através do qual o interessado poderá ter acesso a mais detalhes acerca do evento ou do artista. Tal é o propósito.

Estou há muito tempo empenhado em contribuir com a divulgação de nossa produção musical. Em 1996 fiz uma primeira experiência no Jornal de Natal, a convite de Marize Castro e Paulo Augusto, no Caderno de Encartes. Era o início da coluna A Cena, que depois passei a publicar no Jornal de Hoje, primeiro sob a editoria cultural de Eliade Pimentel e depois do Ailton Medeiros, indo até meados de 2002. Estou vendo como poderei digitalizar esse acervo e disponibilizar aqui, o mais breve que der.

Há cerca de uns dez anos venho coletando informações e entrevistas acerca de nossa cena musical, especialmente a roqueira, com o fim de publicar um livro a respeito dessa história que temos. É um projeto que requer muitos recursos, principalmente humanos e financeiros, e tem sido bem difícil de conduzir, por diversos fatores, mas a empreitada está de pé e é um sonho do qual não quero me afastar.

Em 2016 fiz um primeiro balão de ensaio do Roteiro, durante o mês de julho. E agora, há 3 meses e meio venho publicando diariamente a coluna. Nesse meio tempo fui vendo como seria mais apropriado dividir com a internete essas informações e disponibilizei uma página em 2 mídias sociais, que são as seguintes:
https://www.facebook.com/roteiromusicaldiario/
https://twitter.com/DiarioRoteiro

Ainda estou aprendendo a manejar no Instagram, mas também é possível que o roteiro também passe a circular por lá. Aliás, parcerias são bem vindas para que em conjunto possamos participar desse esforço no sentido de ampliar o alcance do que fazemos musicalmente aqui na terra de Poti, e além daqui.

Ficaria ainda muito felicitado se músicos, produtores e admiradores dos artistas enviassem dicas de agenda para enriquecermos o conteúdo dessa programação. Posso receber os pitacos através do meu correio (acena@bol.com.br) ou de qualquer outra maneira possível, inclusive pessoalmente. A prioridade é que seja música autoral, mas não há qualquer restrição de gênero, absolutamente. Nem que seja apenas shows ou apresentações com músicas próprias, pois isso ainda é uma parcela muito pequena do que rola na noite. Basta que seja trabalho: teatros, auditórios, bares, restaurantes, espetinhos, rua … tudo tá dentro.

Certamente, a minha confiança é a de que estou fazendo um registro histórico que poderá ser muito útil no futuro, pelo menos enquanto esses dados forem mantidos. Ou enquanto eu conseguir manter a atividade. Espero que por um longo tempo.
Ah, e isso vale para todo o estado e não apenas para a região metropolitana.

 

leia a coluna a/cEsso

Me visite no Sítio!